CERTIFICADOS da XV ERBASE já disponíveis !
Apresentação

O Workshop de Educação e Informática Bahia-Alagoas-Sergipe (WEIBASE) é um fórum regional que visa divulgar e discutir os avanços político-pedagógicos na educação superior e técnica em cursos de informática e o uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na educação. O público-alvo deste evento é formado por coordenadores de curso, professores, estudantes e profissionais interessados em técnicas inovadoras voltadas à melhoria do ensino de informática e também no uso de tecnologias para o aperfeiçoamento de processos de ensino-aprendizagem. A programação do WEIBASE contará com a apresentação de artigos completos e de ferramentas computacionais de auxílio ao ensino de informática e das demais áreas do conhecimento. Para o evento, é esperada a submissão de artigos relacionados aos seguintes temas (não exaustivos):

Trilha 1 – Educação em Computação

  • Atração de talentos para a computação;
  • Cursos, currículos, programas e iniciativas educacionais;
  • Desenvolvimento de ferramentas de auxílio ao ensino-aprendizagem de computação;
  • Educação a distância na área de computação;
  • Educação inclusiva;
  • Ensino de hardware;
  • Estilos de aprendizagem;
  • Ética;
  • Expectativa do mercado/sociedade e perfil do profissional egresso;
  • Prática profissional;
  • Experiência com o uso de software livre;
  • Experiências de projetos de extensão universitária com o auxílio da computação;
  • Experiências inovadoras na elaboração de grades curriculares para cursos de computação;
  • Formação multidisciplinar em cursos de computação: experiências e tendências;
  • Grandes desafios de educação em computação;
  • Infraestrutura e políticas de atualização (laboratórios, bibliotecas e afins);
  • Integração academia-indústria e estágios;
  • Integração entre ensino de graduação e pós-graduação;
  • Metodologias de avaliação;
  • Metodologias de ensino e aprendizagem;
  • Metodologias de ensino na área de computação;
  • Metodologias de estudo;
  • Processos de avaliação em cursos de computação (avaliação de docentes, discentes, curso, entre outros);
  • Trabalhos de conclusão de curso.
Trilha 2 – Usos das TICs na Educação

  • Educação a distância mediada por TIC;
  • E-learning, b-learning e m-learning;
  • Ensino de conteúdos específicos enriquecidos por TIC;
  • Ensino e aprendizagem mediados por TIC;
  • Experiências com o uso das TICs e novas abordagens de formação;
  • Experiências com redes sociais, web 2.0 e ambientes virtuais de aprendizagem;
  • Fundamentos éticos, psicológicos e pedagógicos para a informática na educação;
  • Informática aplicada à aprendizagem de conteúdos escolares;
  • Informática na educação especial;
  • Informática na escola e na sala de aula, incluindo experiências com Internet;
  • Integração das TICs no currículo;
  • Letramento digital e desenvolvimento profissional;
  • Novas tendências de uso das TICs na educação;
  • Novos cenários de formação para a educação digital;
  • Perspectivas teóricas e estratégias sobre a formação de educadores para o uso das TICs;
  • Políticas públicas para a informática na educação;
  • Projetos colaborativos com suporte das tecnologias;
  • Software livre na educação;
  • Tecnologias e plataformas de apoio à formação;
  • Tecnologias móveis e mobile learning na formação.

A coordenação do evento pode, a seu critério, reclassificar um artigo submetido caso verifique a aderência do texto à trilha diferente da selecionada pelo autor.

Datas Importantes

22/02/2015 01/03/2015 (firm deadline) – Prazo final para submissão (até às 23:59 horas)

14/03/2015 – Notificação de trabalhos aceitos

21/03/2015 – Entrega da versão final dos trabalhos aceitos (até às 23:59 horas)

Inscrições

Os autores dos trabalhos aceitos NÃO serão dispensados do pagamento da inscrição na ERBASE, nem do pagamento dos minicursos e laboratórios. Além disso, a publicação do artigo nos anais do evento está condicionada à inscrição de pelo menos um dos autores no evento e à apresentação do trabalho na ERBASE.


Submissão de Artigos

O artigo deve ressaltar os aspectos inovadores e contribuições no âmbito da educação em computação e do uso das TICs na educação. As submissões deverão ser feitas exclusivamente por via eletrônica. O formato do artigo deverá seguir o padrão adotado pela SBC. O artigo deve ser escrito em português ou inglês e enviado em formato PDF. O artigo deve conter no máximo 10 páginas, incluindo resumo, abstract, figuras, diagramas e referências.

Os autores devem identificar-se apenas no formulário de submissão, mas não no artigo submetido. Quaisquer partes do artigo que possam de alguma forma identificar os autores ou instituições devem ser substituídas por "Xis" (Universidade Xis, por exemplo). Artigos que não atenderem essas condições serão desclassificados. Somente a versão final, caso aprovada, deverá conter os nomes dos autores e as respectivas instituições.

Os artigos selecionados serão apresentados em sessões técnicas e publicados em meio digital. A seleção de trabalhos será realizada a partir da revisão por membros do comitê de programa do WEIBASE 2015, sendo aceitos os trabalhos que atingirem os maiores índices, respeitado o limite máximo de apresentações definidas para o evento.

O processo de revisão será conduzido de forma anônima (blind review) e qualquer proposta será analisada por pelo menos dois revisores. Os 5 melhores artigos da ERBASE 2015 serão convidados a submeterem uma versão ampliada para a Revista de Sistemas e Computação (RSC).


Coordenação

  • Jorge Luis Cavalcanti Ramos (UNIVASF) – jorgeluiscavalcanti AT gmail DOT com
  • Mário André de Freitas Farias (IFS) – mario DOT andre AT ifs DOT edu DOT br

Comitê de Programa

  • Adilson Santos – Centro Universitário CESMAC
  • Alcemir Santos – Universidade Federal da Bahia
  • Alexandre Correia – Instituto Federal do Sertão de Pernambuco
  • Ana Claudia Martinez – Universidade Federal de Uberlândia
  • Ana Emilia Queiroz – Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Ana Luiza Souza Rolim – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco
  • Angela Peres – Universidade Federal de Pernambuco
  • Carlos Batista – Universidade Federal de Pernambuco
  • Crescencio Lima Neto – Universidade Federal da Bahia / Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
  • Elias Vidal Bezerra Junior – Instituto Federal de Pernambuco
  • Eudis Teixeira – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano
  • Fabricio Braga Soares de Carvalho – Universidade Federal da Paraiba
  • Francisco Kelsen Oliveira – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano
  • Gilson Santos Júnior – Instituto Federal de Sergipe
  • Iuri Souza – Universidade Federal da Bahia
  • Ivan do Carmo Machado – Universidade Federal da Bahia
  • Ivanildo José de Melo Filho – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco
  • Jaziel Lobo – Instituto Federal de Sergipe
  • João Sedraz – Universidaede Federal do Vale do São Francisco
  • Jorge Cavalcanti – Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Jose Valentim dos Santos Filho – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • Lívia Omena – Centro Universitário CESMAC
  • Luis Nícolas Trigo – Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Sertão Pernambucano
  • Marcelo Santos Linder – Universidade Federal do Vale do São Fancisco
  • Marcio Luis Valença Araújo – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
  • Marcus Vasconcelos – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe
  • Mário André Farias – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe
  • Melquizedequi Santos – Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Sertão Pernambucano
  • Rômulo Camara – Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Renata Maria de Souza Santos – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
  • Renato Novais – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
  • Ricardo José Rocha Amorim – Universidade do Estado da Bahia / Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina
  • Rodrigo Rodrigues – Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Tassio Vale – Universidade Federal da Bahia
  • Thiago Mendes – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
  • Thiago Ribeiro – Universidade Federal de Uberlândia
  • Vânia Lasalvia – Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina

Entre em contato !

Para informações, críticas e sugestões utilize uma das formas de contato abaixo.

Grupo de Pesquisa em Sistemas Distribuídos, Otimização, Redes e Tempo-Real (GSORT)
Rua Emí­dio dos Santos, s/n.
Barbalho – Salvador Bahia.
CEP: 40301-015. Bloco A. 3o andar.
Tel: (71) 2102-9457.
GSORT

O GSORT é um grupo de pesquisa da área de Ciência da Computação, formado por pesquisadores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBa). Tem como objetivo realizar pesquisa e desenvolvimento (P&D) na área de Ciência da Computação, com ênfase nas linhas de pesquisa do grupo, fomentando o crescimento estratégico de ciência e tecnologia (C&T) no estado e no paí­s.

IFBA

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBa), criado pela Lei nº 11.892/2008, é resultado das mudanças promovidas no antigo Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia (Cefet-BA). Com tradição centenária no ensino técnico-profissional e há mais de uma década no ensino superior, o Instituto atua em sintonia com as demandas profissionais do mundo do trabalho, contribuindo para a cultura empreendedora e tecnológica do estado.

Envie-nos um e-mail

Ou siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2015 GSORT/IFBa

Fotos do site: Igreja de Santo Antônio. Por Thiago Vieira. Licenciada sob a CC BY-NC 2.0. Bando Cumatê.